A linguagem visual no cinema

A linguagem visual no cinema:

  • A ficção
  • O documentário
  • Curtas-metragens
  • Vídeo de música
  • A informação/reportagem
  • A publicidade

A Ficção

O cinema de ficção (ou ficcional) é uma das duas grandes correntes cinematográficas a par com o cinema documental (ou documentário). Das duas, foi a corrente que mais vingou comercialmente, sendo que o grosso da indústria cinematográfica hoje em dia produz cinema de ficção.

Ficção é o termo usado para designar uma narrativa imaginária, irreal, ou referir obras (de arte) criadas a partir da imaginação.

Existem muitas categorias de cinema de ficção (animação, drama, comédia, aventura, fantástico, terror, ficção científica, policial, etc.). A mais popular é sem dúvida o Filme de Acção geralmente envolve uma história de protagonistas ([1]) do bem contra antagonistas ([2]) do mal, que resolvem suas disputas com o uso de força física.


Trailer ([3]) do filme «Tropas de Elite 2» realizado por José Padilha.

 

 

O Documentário

Documentário é um género cinematográfico que se caracteriza pelo compromisso com a exploração da realidade, ou seja, a preocupação central ao fazer um documentário é a honestidade.

Os documentários são filmes baseados no relato de eventos reais ou da vida das pessoas e é o género do cinema que mais se aproxima do jornalismo electrónico.

Embora tenha como característica transformar o banal em espectáculo cinematográfico, não deixa de ser poético e ilusório, carregando a marca do seu autor. Em outras palavras, apesar de ser uma produção em equipa, o documentário é de autoria do director do filme.

Raros são os documentários que atingem o perfil elevado de filmes como Bowling for Columbine de Michael Moore ([4]).


Trailer do filme «Bowling for Columbine» de Michael Moore.

 

 

Filmes curtos ou CURTA-METRAGEM

Curta-metragem, ou simplesmente curta, é um filme de duração inferior a trinta minutos, havendo no entanto quem para o classificar estabeleça um padrão variável de mais ou menos dez minutos.

Trabalhar num filme curto é semelhante a escrever uma história curta: é necessário estabelecer o cenário muito rapidamente, e quase ao mesmo tempo colocar o público na acção.

Os filmes curtos podem ser tratados como uma forma de arte, ou como bases para um projecto maior. O género que mais utiliza o formato de curta-metragem é a animação.


O filme de animação Oktapodi, vencedor do Óscar de 2009 na categoria de melhor curta de animação.

 

No entanto também a curta-metragem pode ser em acção real.


Manolo Celi recebeu o prémio de melhor curta-metragem de 2010 com «Snap».

 

 

Vídeos de música

As técnicas de vídeo digital combinam-se tão bem com a música, especialmente a música pop, que poderiam ter sido inventadas para ela. Os vídeos de música são sempre curtos, existe uma quantidade inesgotável de músicas para trabalhar, e há muitos músicos que só podem ficar contentes ao verem o seu trabalho interpretado de uma forma criativa e imaginativa.

O vídeo de música tornou-se tão dominante no espaço de apenas alguns anos, que por todo mundo existem estações de TV que não fazem outra coisa.


Um vídeo da banda escocesa «A Sunny Day in Glasgow».

 

 

A reportagem/entrevista

A reportagem é um conteúdo jornalístico, escrito ou falado, baseado no testemunho directo dos factos e situações explicadas em palavras e, numa perspectiva actual, em histórias vividas por pessoas.

A reportagem televisiva é um testemunho de acções espontâneas que relata histórias em palavras, imagens e sons. A entrevista faz parte da notícia ou reportagem, que visa principalmente a entender as opiniões do entrevistado. Na entrevista, podemos encontrar dois componentes principais: o entrevistador, o que faz as perguntas, e o entrevistado, que as responde.


Reportagem no programa Biosfera da RTP2 sobre o projecto nacional Limpar Portugal.

 

 

A publicidade

Publicidade é um termo que pode englobar diversas áreas de conhecimento que envolvam a difusão comercial de produtos, em especial em actividades como o planeamento, criação, produção e difusão de peças publicitárias.

Neste último caso, o vídeo é actualmente o meio mais usado pelas agências de publicidade.

O cariz espectacular demonstrado nos anúncios publicitários da actualidade faz-nos pensar em como se passou de um filme publicitário em que o objectivo era apenas mostrar e informar a existência de um produto ou serviço, para um filme cujo intuito é ir mais além destes objectivos.

Os filmes publicitários dos dias de hoje têm como principal finalidade captar a atenção do espectador, surpreendendo-o e seduzindo-o emocionalmente, recorrendo ao expoente máximo da linguagem audiovisual.

E quem não gosta de ver um anúncio engraçado?


O melhor anúncio publicitário de 2010.

 


[1] Protagonista é a personagem principal de uma narrativa, seja em obras literárias, cinematográficas, teatrais ou musicais. Dada a natureza da maioria das obras de ficção, o protagonista é geralmente um herói ou ao menos uma pessoa relativamente boa. 

[2] Um antagonista é aquele ou aquilo que actua em sentido oposto, ou seja, um adversário do protagonista.

[3] Um “trailer” de um filme costuma apresentar cenas escolhidas, com frases de efeito sobrepostas às cenas ou de um narrador, motivando o espectador a assistir ao filme.

[4] Michael Moore é um cineasta, documentalista e escritor norte-americano conhecido pela sua postura crítica em relação às grandes corporações, à violência armada, à invasão do Iraque e à hipocrisia dos políticos, tendo particularmente crítico em relação à administração de George W. Bush.

  1. Deixe um comentário

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: